quarta-feira, 12 de março de 2008

Ri Bau Bau e companhia

Auguram-se bons tempos para o humor nacional? Não sei... Vem aí novo material, fácil de trabalhar... é desta que os 150.000 postos de trabalho vão ser criados. E graças a quem? "Meneses, o anarca e Ribau o... Bau Bau - festas por encomenda. Animamos aniversários, congressos, despedidas de solteira, velhinhas surdas, crianças enfermas (e que por isso não podem fugir) e feiras gastronómicas - fornecemos material gratuito para anedotas a granel. Aceitamos cheque, dinheiro e quotas em atraso."
Depois destas últimas semanas só nos resta que esses dois senhores se acalmem um pouco para que todos possamos digerir o manancial de disparates que saem de tão ilustres cabeças. É que não é possível formar humoristas a um ritmo tão elevado para dar vazão a tanta verborreia... Se calhar temos que importar mão-de-obra. Mas da barata...
O problema dos políticos e da política não é as pessoas não acreditarem neles (onde está a boa fé, honestidade ou sentido de serviço público?) mas sim já estarmos enjoados de tanto rir que até começamos a chorar.
Acalmem-se por favor. Quando era só o senhor da Madeira ainda dava para aguentar mas agora já não damos escoamento a tanto produto. E o ps (é de reparar a subtileza da letrinha minúscula - foi muito pensado...) a rir...

Sem comentários: