sexta-feira, 18 de julho de 2008

Física divertida?

Começou uma nova série 'cómica' de TV no canal 2 - A Teoria do Big-Bang - que tem a particularidade de ter como personagens principais dois físicos que de repente passam a ter como vizinha aquilo a que nos bairros típicos (e não só) se designa por: 'gaja boa...'
À partida temos todos os ingredientes para o típico cliché: dois 'caixas-de-óculos' a fazerem trapalhadas à volta de uma rapariga cheia do mais comum senso-comum (ou até pouca inteligência), disparando uma série de piadas/palhaçadas sobre a eterna luta entre o sexo e a sabedoria - ou... 'como é difícil aprender a fazer sexo enquanto de resolvem integrais impróprios (para consumo)'. Tudo isto serviria para convencer os comuns mortais de inteligência média e média-baixa que afinal de contas a sua vida não é assim tão má pois pelo menos têm boas capacidades sociais enquanto que os pobres 'geeks' têm reconhecimento científico e prestigio mas gaguejam e babam sílabas sem nexo ao pé de uma mulher.
E eu pensei: ora aqui está uma série televisiva que tem todos os ingredientes para eu odiar e desprezar.
Pois já vi 3 episódios e ela é tudo o que eu pensei que ela seria. Tirando uma piadas em que metem alguma 'física divertida' tudo o resto está de acordo com o lugar comum da 'bela e o cromo'...
Mas também é certo que já dei ordem ao MEO para gravar a série. É que apesar de tudo isto eu preciso de ver uma série parva ao fim do dia e esta nem é assim tão mal feita e tem uma grande vantagem: FINALMENTE a física anda na alta roda do humor mais básico. Eu acho que é uma grande conquista e recomendo a sua visualização. Mas façam-no de uma forma descontraída e com espírito aberto (se forem físicos bem vão precisar...)
Só tenho um reparo: os cenários tem sempre muitas fórmulas apontadas em quadros e paredes... afinal qual é o ramo deles? Vamos tentar descobrir?

Sem comentários: