quarta-feira, 24 de setembro de 2008

O Mon$tro

O mercado financeiro está em crise e o mundo treme de medo. O mercado financeiro quer dinheiro real para cobrir o dinheiro que afinal não existia.
Os bancos não confiam uns nos outros. O mercado financeiro desconfia de todos.
Pelos vistos há um monstro glutão que fica com tudo e não dá garantias de nada. Os especialistas pedem dinheiro aos Estados. E os Estados dão esse dinheiro.
"Ora quanto é que vai ser?" "Um milhão, 10 milhões... mil milhões?" "Se quiser mais também se arranja." "Ora muito bem... setecentos mil milhões para o senhor com diarreia na mesa do fundo."
E o Sr. John Doe, o Sr Hang, o Sr Fritz e o Sr Silva sem saberem bem porquê, apressam-se a dar algum dinheiro para ajudar a pagar a despesa do Sr mau que está na mesa do fundo... nem que para isso deixem de pagar a prestação da casa e a propina do filho.
Mas o Monstro treme... se calhar há uns senhores que não vão querer pagar a conta - dizem eles que é imoral, que é preciso mudar o sistema - e também treme porque desconfia que a conta ainda vai ser maior... Que fazer?

opção 1 - confiar nos especialistas que já leram muitos livros e fizeram muitas contas e... pagar a conta do Sr Monstro esperando que a comida lhe caia bem e se retire por uns tempos.

opção 2 - não confiar nos especialistas - que afinal são os mesmos que nos meteram nestes trabalhos e quem vai ficar com o dinheiro que agora nos pedem - e esperar que alguém nos explique quais são as reais consequências da crise e se não será mais barato pagar as consequências dela (e tirar uma valiosa lição...) do que perpetuar um mercado que claramente não funciona e que se o deixarmos crescer se tornará um monstro cada vez maior e com mais apetite.

A escolha é difícil: é entre manter o status quo, viver com medo por uns tempos e rezar para que a coisa não expluda no nosso turno, ou... fazer uma detonação controlada, lamber as feridas e não voltar a deixar crianças brincar com explosivos.
Eu escolho a montra "opção 2".

Sem comentários: