terça-feira, 25 de março de 2008

Boicote?

Muito se tem dito sobre a China, o Tibete e os Jogos Olímpicos. Existem apelos apaixonados para que se boicotem os jogos e o mundo irá estar atento a todas as demonstrações de protesto contra as políticas chinesas não só acerca do Tibete mas de outras coisas que convém não esquecer como o ambiente, a contínua repressão política, a falta de informação, os atropelos aos direitos humanos, etc, etc. Acho que todas as pequenas e grandes manifestações serão bem vindas e merecidas mas também acho que os jogos devem decorrer. O boicote não deve ser aos jogos mas sim ao comité olímpico. Foram esses senhores que escolheram a China. Foram eles que escolheram fazer lá os jogos para assim terem mais receitas dos patrocinadores (não podemos esquecer que a China é um poderosíssimo mercado de muitos milhões de habitantes ávidos de consumo). Hoje em dia o mundo vive uma situação política, económica e militar muito complicada. Não podemos afrontar directamente uma potência nuclear com líderes sem escrúpulos (não é covardia é a triste realidade) mas podemos boicotar, afrontar e despedir os tipos que tomam estas decisões. Não são assim tantos, têm nomes e andam por aí. Também não podemos exigir aos atletas que passaram uma vida inteira a trabalhar arduamente para estar nos jogos que agora sacrifiquem tudo em prol de um protesto efémero contra a China. Os media adorariam isso e depois passavam à notícia seguinte. Como é que se pode na prática boicotar o comité olímpico? Por um lado continuando a protestar (a ver se os tipos para a próxima não dão tanto nas vistas), por outro lado fazendo pressão junto das marcas patrocinadoras e dos governos que apoiam essas decisões. Da minha parte irei sacrificar-me e decidi não participar nos 500 metros mariposa - vou apenas tentar a medalha nos 223 cm borboleta e voarei de costas!
Nota: E porque não uns jogos Olímpicos no Darfur? Ah! Pois é esses tipos não têm petróleo, nem dinheiro para gastar, são magros demais e têm a mania de andar com catanas - coisa irritante!

Curling

Finalmente boas notícias no mundo do desporto. Está a decorrer o campeonato mundial de Curling (feminino) em Vancouver/Canadá. Eu sei que por cá muitos desdenham do Curling achando que é um desporto bizarro, monótono e até que não é um verdadeiro desporto. Se calhar têm razão. Não há violência entre jogadores ou adeptos o que é bizarro. Não há pessoas a suar, a deitar sangue ou a cuspir para o chão pelo que é monótono. Não envolve milhões de Euros nem escandalos sexuais ou corrupção (pelo menos visível) pelo que se calhar nem é desporto. Ainda assim eu gosto de ver e gostava de praticar se por cá tivéssemos gelo suficiente para isso. E gosto mesmo de ver - não é para me armar em esquisito! Se bem que uma certa aura de loucura associada ao fenómeno me agrada... Actualmente já compreendo as regras mais básicas (penso até que já poderia pegar uma vassourinha com estilo) e já comecei a discordar dos comentadores da TV... Pena é só dar uma ou duas vezes por ano no Eurosport. Melhores dias de gelo virão.
Tudo o que nunca quiseram saber sobre Curling aqui.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Ri Bau Bau e companhia

Auguram-se bons tempos para o humor nacional? Não sei... Vem aí novo material, fácil de trabalhar... é desta que os 150.000 postos de trabalho vão ser criados. E graças a quem? "Meneses, o anarca e Ribau o... Bau Bau - festas por encomenda. Animamos aniversários, congressos, despedidas de solteira, velhinhas surdas, crianças enfermas (e que por isso não podem fugir) e feiras gastronómicas - fornecemos material gratuito para anedotas a granel. Aceitamos cheque, dinheiro e quotas em atraso."
Depois destas últimas semanas só nos resta que esses dois senhores se acalmem um pouco para que todos possamos digerir o manancial de disparates que saem de tão ilustres cabeças. É que não é possível formar humoristas a um ritmo tão elevado para dar vazão a tanta verborreia... Se calhar temos que importar mão-de-obra. Mas da barata...
O problema dos políticos e da política não é as pessoas não acreditarem neles (onde está a boa fé, honestidade ou sentido de serviço público?) mas sim já estarmos enjoados de tanto rir que até começamos a chorar.
Acalmem-se por favor. Quando era só o senhor da Madeira ainda dava para aguentar mas agora já não damos escoamento a tanto produto. E o ps (é de reparar a subtileza da letrinha minúscula - foi muito pensado...) a rir...

(des) Mística

A verdade é que me custa falar de football. Já se fala tanto em todo o lado. Mas isto é quase um desabafo... Sou benfiquista por tragédia. O meu pai é do Benfica e quando eu era pequeno toda a gente era do Benfica e o... Benfica... ganhava tudo. Bolas! Como é que eu podia não ser do Benfica? Nem sequer morava no Porto. No entanto nunca fui nem serei sócio. Quando o Benfica perde fico levemente chateado e confesso que até verti uma lágrima quando o Vata marcou um golo com a mão e o Benfica foi a uma final da taça dos Campeões. Hoje em dia é uma desgraça. O Benfica nada ganha, perde algumas coisas e empata que até doi. Mas não consigo deixar de ser do Benfica. É uma tragédia. Mas hoje atingi um novo patamar na minha relação com o clube da àguia... de manhã li no Público que o Chalana esperava ganhar ao Getafe de Espanha com a Mística do Benfica. Arre caramba! É isso mesmo que o Benfica precisa. Mística e relembrar os exitos de há 40 anos (quarenta anos quarenta). E pensei: a única coisa boa que hoje pode acontecer é o Benfica perder por muito... Tipo... cinco a zero, ou mais... Depois acalmei - até porque não me exalto com estas coisas de 11 adolescentes de 30 anos cheios de dinheiro a correr atrás de uma bola com o símbolo da Nike- e resolvi esperar serenamente para ver se a Mística jogava bem. Não jogou... O resultado foi: Mística - 0, Gatafe, 1. Não chegou para nada. Conclusão: por esta hora os senhores da luz devem culpar o azar, o vento, o árbitro, o campo inclinado, etc, mas nunca a incompetência. So uma nota: no relato da SIC ouvi um comentador a dizer que o Eusébio (esse grande ex-jogador que não é, nunca foi nem será um grande ex-estratega) tinha avisado que se devia ter usado os pitons de alumínio... Mais uma desculpa? Estes tipos não aprendem...